segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Respeitável Público


Respeitável público! Sejam todos bem vindos à minha nada tola vida!
Onde os trapezistas voam de alma em alma procurando o meu aconchego. Onde os mágicos somem com parte de minhas alegrias levando-as para bem longe, onde nem mesmo eles sabem onde as esconderam .
Onde os palhaços me distraem enquanto roubam de mim o amor que aqui brotou .
Enquanto isso no camarim, a pequena e reprimida bailarina, retoca sua maquiagem para que possas sair em busca do seu amor antes que o domador de leões acabe com a esperança .
Oh não, a ponta da sapatilha quebrou! E no meio do globo da morte a bailarina ficou! Chorando, aflita de emoção, o barulho das lágrimas se mistura com o barulho das rápidas passadas que as motos dão em seu coração!
Fim de espetáculo , voltem sempre, o circo do coração machucado está fixamente aqui instalado, pronto para receber esse público tão cativante e especial , que de tão fiel à nossa casa, sempre torna nos enchendo e esvaziando dia após dia .

Autor : Cristian Schröder

Um comentário:

  1. faltou o engolidor de espadas no conto :( kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir